Bruno Bucciarati/pt-br

From JoJo's Bizarre Encyclopedia - JoJo Wiki
Jump to navigation Jump to search

ALERTA DE SPOILERS: Spoilers da Parte 5 podem estar presentes abaixo.
O personagem destacado nesse artigo também pode ser referido como "Bruno Buccellati".
Completar minha missão e proteger meus homens. Ter que fazer ambos ao mesmo tempo é o que faz de ser um capo algo tão difícil. Você está preparado para isso? Eu sei que eu estou. (任務は遂行する 部下も守る両方やらなくっちゃあならないってのが幹部のつられところだな。覚悟はいいか?オレはできてる。Ninmu wa suikō suru Buka mo mamoru. Ryōhō yaranakutchā nara naitte no ga kanbu no tsurare tokoro da na. Kakugo wa ī ka? Ore wa deki teru.)
—Bucciarati para o Prosciutto, Chapter 493: The Grateful Dead, Part 6


Bruno Bucciarati (ブローノ・ブチャラティ Burōno Bucharati) é um deuteragonista na quinta parte de JoJo's Bizarre Adventure, Vento Aureo.

Bucciarati é um Mafioso e o líder de sua própria equipe dentro da poderosa gangue napolitana, Passione. Enviado para localizar quem atacou Luca Lacrimejante e estreiando como o oponente de Giorno Giovanna, Bucciarati se torna o primeiro à dar uma ajuda significativa para o Giorno em sua ascensão nos cargos da Passione.

Bucciarati é também um Stand que possui o Sticky Fingers que é capaz de criar zíperes.

Aparência

BrunoRender.png

Bucciarati é um homem de altura acima da média com um porte magro. Ele possui um cabelo preto da altura de seu queixo com franjas com um corte reto cobrindo sua testa. Seu cabelo é adornado com tranças no topo de sua cabeça com presilhas de cabelo presas em cada lado de sua franja.

Sua vestimenta é composta de um terno branco coberto por pequenos símbolos similares a uma colher, com a parte do peito aberta assim como Giorno, e zíperes em lugares aleatórios, em alusão ao seu Stand, Sticky Fingers. Debaixo de sua jaqueta ele veste um top de renda, que é retratada como uma tatuagem no anime.

Sua aparência parece ter estada a mesma desde sua infância sem diferenças particulares fora sua altura e roupas.

Esquemas de Cores

A série é conhecida por sua mudança de cores entre as mídias, a informação apresentada abaixo pode ou não ser cânon.

Pele(Clara)
Cabelo(Preto com realces azuis)
Olhos(Azuis)
Roupas
(Terno branco com pontos pretos, zíperes dourados, e sapatos vermelhões)

Pele(Clara)
Cabelo(Preto)
Olhos(Azul meia-noite)
Roupas
(Terno branco-envelhecido com pontos pretos, zíperes dourados, e sapatos marrom-claros)

Pele(Clara)
Cabelo(Preto com realces cianos)
Olhos(Malvas)
Roupas
(Terno azul-bebê com pontos pretos, zíperes rosas, e sapatos cinza-escuro)

Pele(Clara)
Cabelo(Preto com realces azuis)
Olhos(Malvas)
Roupas
(Ternos azuis com pontos pretos, zíperes dourados, e sapatos marrons)

Pele(Clara)
Cabelo(Pretos com realces azul-cinzentos)
Olhos(Azul-celestes)
Roupas
(Terno branco com pontos pretos, zíperes dourados, e sapatos cinza-escuros)

 

Jolyne, Fly High with GUCCI

Bucciarati faz uma pequena aparição no one-sot vestindo uma jaqueta de dois botões, debaixo ele veste um suéter e uma camisa com pontos, com calças cinzas e sapatos marrons.

Seu cabelo preto é consistentemente retratado com uma tintura vermelha, oposta a sua tintura normalmente azul

Personalidade

Até nesse mundo podre, eu ainda quero caminhar em um caminho no qual eu acredito!
—Bruno Bucciarati, Chapter 523: The Mystery of King Crimson, Part 6

Bruno Bucciarati, inicialmente introduzido como um gângster malandro, é rapidamente revelado como um individuo justo e extremamente determinado, senão brutal.

Durante seu arco de introdução, Bucciarati age como um gângster afável com Giorno Giovanna, puxando assunto sobre várias coisas até Bucciarati revelar seu lado mais violento..[4][5] Esse comportamento é mais tarde mostrado ser uma fachada que ele cria quando com pessoas estranhas de fora da Passione, e mais tarde agiria da mesma forma com dois seguranças de aeroporto.[6]

Bucciarati é bondoso a todos aqueles a sua volta

A característica mais importante da personalidade de Bucciarati é sua retidão e sua bondade natural. Bucciarati é dedicado em tomar o curso de ação mais honrável, mesmo se isso requeira pôr sua vida em risco. Por exemplo, aos sete anos de idade Bucciarati escolheu ficar com seu pai quando seus pais se divorciaram como ele pensou que ele deveria ajudar aquele que mais sofreria nessa separação. Além disso, Bucciarati abertamente se rebelou contra Diavolo quando o Chefe demonstrou querer matar sua filha, Trish Una, resultando em sua morte prematura. Bucciarati é fiel aos civis de seu território, sendo gentil com eles e aceitando seus pedidos de ajuda, e geralmente é bom a todas pessoas que ele conhece.[7][8]

Bucciarati respeita e possui muitos valores como ter determinação, elogiando a determinação de Giorno em sua luta, altruísmo como ele é preparado a se sacrificar pelas suas crenças e obrigações, e lealdade familiar, ficando enfurecido quando Diavolo ousou machucar sua própria filha. Como sua equipe, Bucciarati acredita que determinação envolve arriscar sua própria vida por uma causa justa, um padrão que ele constantemente demonstra ao se colocar em perigo e apostando na determinação menor do inimigo para vencer, até seu sacrifício climático contra Diavolo. Durante sua primeira luta, Diavolo até elogiou Bucciarati em como ele foi capaz de se manter consciente e contra-atacar apesar de um ferimento aberto em seu peito. Ele também prontamente admira essa mesma determinação sempre que um oponente a demonstra, notando que Giorno e Pesci (temporariamente) possuem tal determinação. De acordo com Giorno, Bucciarati acredita em liberdades individuais, e que pessoas são livres para morrer de qualquer forma que desejarem.[9]

Entretanto, Bucciarati também particularmente odeia o tráfico de drogas, o que causou a morte de seu pai[7] e machucou a população em grande escala, especialmente crianças, então qualquer menção dela o desanima. Por causa de sua afiliação com a Pasione que vende drogas na rua, Bucciarati seu código moral e deveres como gângster entram em conflito. Giorno nota que Bucciarati estava em desacordo com si mesmo quando ele usou o Sticky Fingers para se esconder dentro do corpo de um adolescente viciado em drogas.[9] Devido a isso, ele decidiu silenciosamente apoiar a infiltração de Giorno Giovanna na gangue enquanto ainda trabalhando para a organização.[10] Sendo contra Narancia se juntar a gangue, falando para ele viver uma vida normal, Bucciarati não tem grande consideração pelo jeito de vida gângster.[11] Bucciarati também não apoia violência rancorosa, perdendo sua admiração pelo sobre Pesci quando ele percebeu que Pesci apenas queria matar a equipe de Bucciarati por rancor em vez de como parte de seu trabalho.

Bucciarati violentamente matando um gângster aos 12 anos de idade

Em contraste a sua justiça, Bucciarati possui um lado violento e inescrupuloso. Com doze anos, Bucciarati matou a sangue frio os homens que planejavam matar seu pai,[7] e como um gângster, manteve suas tendências pela violência. No seu primeiro encontro, Bucciarati violentamente espancou Giorno e referiu-se a sua interrogação como uma sessão de tortura[5] e não impediu sua equipe de torturar e agredir Mario Zucchero. Tendo trabalho para a gangue por muitos anos, Bucciarati é um lutador com experiência, sendo capaz de discernir quando a intenção de matar é genuína, e não se sente perturbado com ameaças vazias, sendo capaz de manter a calma até durante uma luta em que ele tenha altas chances de perder. Da mesma forma, Bucciarati com frequência usa força letal contra seus inimigos demonstrado contra Prosciutto, com quem ele fez ser atropelado por um trem, e com Pesci, com qual ele desmembrou, assim como contra Secco, tendo o ensurdecido com o estouro de uma roda de carro.

Durante uma luta, Bucciarati é tanto corajoso quanto cauteloso. Enquanto pronto a se sacrificar para garantir sua vitória,[12] Bucciarati também tenta recuos táticos e ataques furtivos regularmente, visto quando ele tentou emboscar Diavolo. O versátil Sticky Fingers permite que ele possa fazer uma variedade de truques imprevisíveis como dando-o um alcance maior ou abruptamente desaparecer e manobrar para longe do perigo. Até quando contra um Stand fisicamente mais fraco, Bucciarati toma precauções e então ele é capaz de ser visto fazendo um recuo estratégico contra Gold Experience;[13] e ainda mais contra um Stand mais forte como o Oasis.[14] Independentemente disso, de vez em quando, Bucciarati vai imprudentemente arriscar sua vida se isso o permite vencer seguindo sua filosofia de determinação.

Bucciarati puxa Prosciutto para fora de um trem em movimento

Bucciarati é consistentemente demonstrado ser sério, até mesmo como uma criança, e normalmente se mantem sério e inabalável durante a história. Além disso, Bucciarati leva responsabilidade como o líder da equipe de forma muito séria, considerando que um capo possui duas vezes mais deveres de cumprir sua missão e garantir que seus subordinados permaneçam vivos.[15] Isso faz de Bucciarati extremamente determinado em uma luta se as vidas de seus companheiro estejam em risco, e Bucciarati frequentemente toma ações descuidadas para garantir a segurança de seus aliado, por exemplo arrastando o Prosciutto para fora de um trem em movimento para tirá-lo de cena e prevenir que ele envelheça a equipe até a morte. Durante a maior parte da história, Bucciarati sempre age com um objetivo em mente (pegar o tesouro de Polpo ou proteger Trish por exemplo), e sempre dá atenção a esse objetivo. Como resultado, Bucciarati pode ser visto lembrando seus subordinados menos disciplinados[16] de focar em seu objetivo. Por causa de seus companheiros, Bucciarati mantem uma fachada rígida de determinação, ordenando que seus aliados continuem em frente apesar da recente perca de Abbacchio mesmo ele mesmo estando internamente angustiado pela morte abrupta de Abbacchio.[17]

Bucciarati mantem um relacionamento forte com sua equipe, sendo duro porém justo e os elogiando sempre que ele acha que foi merecido. Seu hábito de achar pessoas desajeitadas e tratá-los humanamente e muitas vezes com bondade com certeza assegurou sua lealdade, permitindo que a maioria do grupo continue unidos sobre ele mesmo depois deles traírem o Chefe da Pasione.[18] Ademais, cada membro da equipe do Bucciarati admira suas habilidades e acreditam que sobre sua liderança eles podem alcançar grandeza. Por exemplo, Guido Mista foi solto da cadeia graças ao Bucciarati,[19] e o Narancia foi atingido pelo comportamento severo porém humano com ele,[11] Ambos no final acabando por confiar nele para vencer contra a Passione. Bucciarati já demonstrou ter um lado paternal com Narancia, com quem ele abrigou e aconselhou para ficar longe da vida gângster,[11] assim como com a Trish que se preocupa sobre ser a filha de um chefe da máfia, ele tenta confortá-la o máximo possível.[16] No mundo brutal de gângsteres, Bucciarati independentemente disso não possui nenhuma ilusão de que eles estejam constantemente arriscando suas vidas.

Habilidades

Stand

Artigo principal: Sticky Fingers

O Stand de Bucciarati Sticky Fingers o permite criar zíperes em qulquer objeto sólido ou superficie, incluindo as próprias partes de seu corpo, da qual ele é capaz de abrir e fechar a sua vontade. Sticky Fingers também demonstra força e defesa excepcional em combate.

Sticky Fingers (スティッキィ・フィンガーズ)Link to this section
StickyFingersAv.png
PWR
A
SPD
A
RNG
C
STA
PRC
C
DEV
D

Inteligência

Bucciarati revela seu Stand, Sticky Fingers.

Bucciarati é um lutador poderoso em uma batalha de Stands; tendo aperfeiçoado seu poder versátil de Sticky Fingers, ele pode facilmente usar o ambiente para sua vantagem, restringindo seus oponentes, rapidamente evitando ataques, e atacar de pontos cegos. Seu altruísmo natural significa que sobreviver não é uma de suas prioridades, e então suas ações vão facilmente surpreender seus oponentes.

Bucciarati também é um lutador perceptivo, sendo capaz de rapidamente deduzir as fraquezas do King Crimson apesar de ter sido fatalmente ferido e toma vantagem dessas fraquezas. Ele é capaz de analisar o estilo de batalha de seus oponentes e entender suas forças e fraquezas.

"Esse é o gosto de um mentiroso, Giorno Giovanna!"

Detecção de Mentiras

Bucciarati também é capaz de saber se alguém está mentindo por simplesmente olhá-los, alegando que quando uma pessoa mente sua a pele de alguém devido ao suor. Ele também pode sentir o gosto do suor de alguém para distinguir se eles são mentirosos, alegando que o suor de um mentiroso tem um gosto mais doce do que o normal.

Morto-vivo

Bucciarati fura sua mão com um prego quebrado, mas não sangra ou percebe.

Durante os eventos na ilha de San Giorgio Maggiore, Bucciarati recebeu um golpe letal pelo Chefe e foi subsequentemente curado pelo Gold Experience de Giorno. Bucciarati eventualmente revela que sua vida acabou naquele momento, entretanto, seu corpo continuou se mexendo devida a "energia vital" que Giorno o deu.[20] Nesse estado morto-vivo, Bucciarati perde funções corporais como respiração, batimento cardiaco, ou a habilidade dele ser imune aos efeitos do Green Day, e embora o declínio de seu corpo gradualmente faça-o ficar funcionalmente cego e surdo, ele ainda pode conversar com outras pessoas através da habilidade de observar e sentir o que almas individuais pensaram.

Relacionamentos

Equipe Bucciarati

Como um homem valente e um líder capaz, Bruno Bucciarati é respeitado e obedecido por todos membros de sua equipe. Enquanto Bucciarati é rígido com seus subordinados, ele também é protetivo deles e confia em todos eles, reconhecendo suas próprias bravuras.

  • Giorno Giovanna: Even though Bucciarati and Giorno met as enemies, Bucciarati acknowledged Giorno's resolve while Giorno saw that Bucciarati was at heart a decent man. They stopped fighting each other and began to cooperate in order to stop Passione's drug trade. The two trusted each other, and Bucciarati only acknowledged that he became an undead in front of Giorno. When Bucciarati expired, he saluted Giorno one last time, telling him that he allowed him to be at peace and trusting the young boy with finishing Diavolo off.
  • Leone Abbacchio: While Abbacchio is Bucciarati's subordinate, Bucciarati and Leone act more as equals as Bucciarati also sees Abbacchio as an elder. Abbacchio is the most prone to question Bucciarati's orders, but at the same time is ready to defend Bucciarati's authority. When Bucciarati rebelled, Abbacchio berated his foolish move but was the second one to join him, stating that he made him feel at peace.
  • Guido Mista: Bucciarati first heard of Mista when he was being prosecuted. Seeing that Mista had the necessary willpower and honor, Bucciarati pulled some strings to have him admitted into Passione. Now Bucciarati trusts Mista as a valuable fighter, while Mista respects Bucciarati's ability as a team leader.
  • Narancia Ghirga: Bucciarati met Narancia when he was a sick street urchin. He then had him treated and brought back to school, at the same time being outraged that the young Narancia asked to be made a gangster. The paternal severity of Bucciarati's scolding made Narancia realize that Bucciarati was worth following and he still entered Passione. As a member of Bucciarati's team, Bucciarati trusts Narancia's ability while Narancia is nearly devoted to him. However, when a terrified Narancia asked Bucciarati, who at this point rebelled against Passione, to order him to go with the rest of the team, Bucciarati told Narancia to decide by himself, showing that Bucciarati expected Narancia to one day be mature enough to be independent.
  • Pannacotta Fugo: Not much is shown of the relationship between Fugo and Bucciarati, but Bucciarati respects Fugo's intelligence, and Fugo is functionally his right-hand man. After Fugo was thrown out of the university, Bucciarati brought him into Passione, and Fugo felt indebted to him. However, that respect was not enough for Fugo to follow Bucciarati into what Fugo thought as a suicidal rebellion against Passione.
  • Trish Una: At first, Bucciarati simply saw Trish as a way to get closer to the Boss while Trish tried to act disagreeably toward everyone. However, as Trish was distressed from being the daughter of a gang boss and the target of assassins, Bucciarati tried to reassure her, such as offering her a securing hand in the elevator ride towards the Boss. Bucciarati saved Trish from her father and thus Trish began to greatly trust him. Bucciarati somehow seems to admire the girl's growing resolve and determination to fight against a predestined fate. While referring to Bucciarati as cold and distant, Trish implicitly wishes that he showed a more openly caring attitude towards her. When Doppio feigns to be Trish, subsequently fooling Bucciarati, the latter offers Trish a small estate in the suburbs of Neapolis and utters that she has a right to peace and happiness.

Enemies

The words "I'll kill you" should be left unsaid until the deed is already done. That's how it works in the gangsters' world we live in.
—Bucciarati to Pesci, echoing Prosciutto


  • Diavolo: Bucciarati first had an ambiguous relationship with his Boss, having a duty toward Passione for protecting him and his father but also despising Passione's drug trade. When Diavolo tried to kill his daughter Trish, Bucciarati was outraged that he would kill his own child and completely rejected him. However, that hate was not reciprocated by Diavolo who didn't understand why he rebelled but still respected his ability as a leader. During the final confrontation, Diavolo lets his anger explode and expresses his extreme disdain towards Bucciarati, referring to him as a weakling, the latter having virtually vanquished the boss's semi-invicible state by resolving the mystery behind Silver Chariot Requiem's ability. 
  • Prosciutto: Both met as enemies, Prosciutto trying to kill Team Bucciarati in order to capture Trish. Bucciarati didn't think much of Prosciutto, seeing him as an adversary but nothing more. On the other hand, Prosciutto went from dismissing Bucciarati as an incompetent lieutenant to commending his determination in a fight, which mirrored the assassin's motto.
  • Pesci: Bucciarati and Pesci met as enemies, Pesci trying to kill Team Bucciarati in order to capture Trish. When Prosciutto was defeated by Bucciarati, yet still maintained his Stand to help Pesci, the latter was moved and gained a determination which Bucciarati, upon seeing Pesci again, somewhat admired. However, Pesci's ruthlessness made Bucciarati change his mind and qualify Pesci as a "scumbag", killing him without ceremony.

Família

  • Father: As a child, Bucciarati loved his father deeply. When his parents divorced, he chose to stay by his father, knowing that he suffered the most from the separation. In return, Bucciarati's father tried to work hard to pay for Bucciarati's studies. When Bucciarati's father was nearly killed by drug dealers, Bucciarati went as far as to murder the dealers to protect him. Bucciarati dedicated his time to trying to right the wrongs of Passione after his father passed away. It is stated that his inherent kindness and devotion are a legacy from his father.
  • Mother: Bucciarati and his mother had a loving relationship prior to his parents' divorce. When she divorced his father, she tried to influence Bucciarati into coming with her, but Bucciarati refused. Moved by Bucciarati's kindness, his mother was both sad and proud of her son. Being separated by great distances, Bucciarati and his mother eventually stopped seeing each other by the time he turned 12, only occasionally visiting her on Christmas.

Capítulos / Episódios


Frases

Quote.png Quotes
This taste... is the taste of a liar! Giorno Giovanna! (この味は!…………ウソをついてる『味』だぜ…………ジョルノ・ジョバァーナ!Kono aji wa!………… Uso o tsuiteru “aji” daze………… Joruno Jobāna!)
—Bruno Bucciarati, Chapter 443: Bucciarati Is Coming, Part 1
My name is Bruno Bucciarati. Answer me. This interrogation has already become a torture session!
—Bruno Bucciarati, Chapter 444: Bucciarati Is Coming, Part 2
Get away? You don't have to worry about me getting away. The only thing you should worry about... is what will happen once you're pulled apart and left on the ground by my zippers.
—Bruno Bucciarati, Chapter 447: Bucciarati Is Coming, Part 5
For that honorable determination that you showed when you injured your own arm and for your dream which is worth its weight in gold... I'll take my chances on you, Giorno Giovanna.
—Bruno Bucciarati, Chapter 448: Meet the Gangster Behind the Wall, Part 1
First, we have to get a certain level of power! Power that'll allow us to get closer to The Boss!
—Bruno Bucciarati, Chapter 456: 5 Plus 1
You should know better than anyone else that none of us got where we are by pissing ourselves every time someone gave us an empty threat. If you stop, I'll let this slide. But the moment you stab Abbacchio, I take your life.
—Bruno Bucciarati to Zucchero, Chapter 461: Moody Blues' Counterattack, Part 2
To complete my mission and protect my men. Having to do both at once is what makes being a capo so tough. Are you ready for this? I know I am.
—Bruno Bucciarati, Chapter 493: The Grateful Dead, Part 6
There's only the way to beat him. I'll just have to show him... just which one of us has the greater resolve! I'll show him! It's do or die!
—Bruno Bucciarati, Chapter 496: The Grateful Dead, Part 9
To lie here, absolutely motionless... that... is my resolve!
—Bruno Bucciarati, Chapter 497: The Grateful Dead, Part 10
It was a road more trying than any other. One I couldn't have traversed without some luck... the road leading to you, that is...
—Bruno Bucciarati, Chapter 498: The Grateful Dead, Part 11
The words "I'll kill you" shouldn't be left unsaid until the deed is already done. That's how it works in the gangsters' world we live in.
—Bruno Bucciarati, Chapter 498: The Grateful Dead, Part 11
You can't pull a fast one on me, scumbag. ARIARIARIARIARIARIARIARIARIARIARIARI! Arrivederci!
—Bruno Bucciarati, Chapter 499: The Grateful Dead, Part 12
You must pay! You have betrayed my heart once again! I was only planning to uncover your identity... but there has been a change of plans! I'm going to kill you instead! Right now!
—Bruno Bucciarati about the Boss, Chapter 517: Bruno Bucciarati's Childhood
You will never understand how I feel!
—Bruno Bucciarati to the Boss, Chapter 518: The Mystery of King Crimson, Part 1
My mission has ended, you say? You're dead wrong. It's not over just yet! I've given myself a mission to protect Trish!
—Bruno Bucciarati, Chapter 520: The Mystery of King Crimson, Part 3
I only did what I thought was right. I have no regrets. Even in this rotten world, I still want to walk down a path I can believe in!
—Bruno Bucciarati, Chapter 523: The Mystery of King Crimson, Part 6
No. No orders! Not this time! You decide. You have to be the one to decide the path you'll take.
—Bruno Bucciarati to Narancia, Chapter 523: The Mystery of King Crimson, Part 6
Are you busy right now? Sorry but could you answer a quick question? The airport's too big and I don't really know where things are. I'd like to steal an airplane. Do you know where I might find one?
—Bruno Bucciarati, Chapter 532: No Flightcode! Headed for Sardinia
An underground guy and the Stand with the man-eating mold. Each one of them utilizes the other's Stand ability to their utmost limits! They're just too compatible with each other! More so than any other team we've ever seen before!
—Bruno Bucciarati, Chapter 555: "Green Day" and "Oasis", Part 2
It's enigmatic... I've accepted this as my fate. The heavens just happened to smile on me a little bit. It seems that when you healed my wounds in Venezia, the life energy you gave me alloved me to move for just a bit longer.
—Bruno Bucciarati, Chapter 557: "Green Day" and "Oasis", Part 4
Your predictions, Boss... do they only show you the paths of the Arrow and the bullets? I seems you couldn't predict what I'd do.
—Bruno Bucciarati, Chapter 584: Diavolo Surfaces, Part 5
Giorno... you brought me back to life. When I met you in my hometown of Naples... when we betrayed the gang. My heart had been dying a slow death. And it came back to life, all thanks to you. This is what happiness is. I'm fine with this. Don't worry about it... give everyone my best... Don't worry about it. Things are just going back... to they way they should be... Just going back... to normal...
—Bruno Bucciarati's last words, Chapter 584: Diavolo Surfaces, Part 5
Giorno... the fact that we made it here... is a complete victory. This is good... everything will be fine... Fate is a sleeping slave... we have to set it freee... that is victory...
—Bruno Bucciarati, Chapter 589: Gold Experience Requiem, Part 4
Do you do your duty to your country and pay all your taxes as an honest citizen should? Although I do not know what you wished to speak to me about, this is no place for a civilian like you. If you've beein paying your taxes, then you should take your matters to the police or a court of law. The moment you begin speaking to me, you will owe a debt to the gang, one greater than you can imagine.
—Bruno Bucciarati, Chapter 590: Epilogue: "Sleeping Slaves"

Curiosidades

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 1.7 1.8 Chapter 590: Epilogue: "Sleeping Slaves"
  2. 3.0 3.1 3.2 Golden Wind Model Sheet no CR200-20
  3. Chapter 443: Bucciarati Is Coming, Part 1
  4. 5.0 5.1 Chapter 444: Bucciarati Is Coming, Part 2
  5. Chapter 532: No Flightcode! Headed for Sardinia
  6. 7.0 7.1 7.2 Chapter 517: Bruno Bucciarati's Childhood
  7. Chapter 457: Find Polpo's Fortune!
  8. 9.0 9.1 Chapter 447: Bucciarati Is Coming, Part 5
  9. Chapter 448: Meet the Gangster Behind the Wall, Part 1
  10. 11.0 11.1 11.2 Chapter 472: Narancia's Aerosmith, Part 3
  11. Chapter 496: The Grateful Dead, Part 9
  12. Chapter 446: Bucciarati Is Coming, Part 4
  13. Chapter 564: "Green Day" and "Oasis", Part 11
  14. Chapter 493: The Grateful Dead, Part 6
  15. 16.0 16.1 Chapter 516: The Boss's Last Orders
  16. Chapter 550: Beneath a Sky on the Verge of Falling
  17. Chapter 523: The Mystery of King Crimson, Part 6
  18. Chapter 508: Venice's Santa Lucia Station - Get the "OA-Disc"!
  19. Chapter 557: "Green Day" and "Oasis", Part 4

Navegação do Site

Other languages: