Poker Under Arms

From JoJo's Bizarre Encyclopedia - JoJo Wiki
Jump to navigation Jump to search

Poker Under Arms (武装ポーカー Busō Pōkā) é um one-shot de manga shōnen escrito e ilustrado por Hirohiko Araki.

Tendo ganhado como vice-campeão de "Obra Selecionada" do Prêmio Tezuka, esse one-shot sobre o Faroeste foi o primeiro trabalho publicado por Araki e sua estreia como Mangaká.

Um tankōbon de outro mangá do Araki, Gorgeous Irene, também contém as obras originais do autor, incluindo Poker Under Arms.

Sumário

Com uma ambientação de Faroeste em uma cidade sem leis. A história começa com um velho senhor rico contando seus relatos sobre um perigoso jogo de pôquer entre pistoleiros.

Don Peckinpah (ドン・ペキンパー Don pekinpā) é um pistoleiro infame com uma recompensa de $10,000 sobre sua cabeça, fazendo dele um alvo constante para caçadores de recompensas procurando fama e riquezas. Ele é frequentemente descrito como o Diabo, devido a sua natureza maliciosa, porém calma. No começo da história, Peckinpah acabou de matar sua vítima mais recente, um caçador de recompensas que tentou o emboscar em uma barbearia. Peckinpah ficou impressionado com o engenho do plano mas concluiu que não era o suficiente devido a sua esperteza e saque mais rápido da arma.

Após sair da barbearia, Peckinpah entra em um bar e pede um drinque. No bar, ele ouve por acaso um grupo de jogadores de pôquer e pergunta se pode se juntar a eles. Um dos jogadores, Mike Harper (マイク・ハーパー Maiku hāpā) é um pistoleiro igualmente habilidoso com a mesma recompensa $10,000 que acabou de chegar na cidade. Para se exibir, Peckinpah pega quatro cartas e as joga no baralho para tirar os quatro ases. Para não ser sobrepujado, Harper então mistura o baralho fazendo os quatro ases ficarem no topo, isso faz com que os outros jogadores se afastem com medo. Os dois pistoleiros concordam em jogar um contra o outro.

Mike Harper rapidamente se revela um jogador melhor vencendo seguidamente. Frustrado por sua sequência de derrotas, Peckinpah desconta sua raiva em um velho bebum, interrompendo assim o jogo. Recuperando sua compostura, Peckinpah maliciosamente sugere que eles apostem suas armas para tornar o jogo mais interessante, fazendo com que o perdedor ficasse indefeso contra qualquer um que quisesse reivindicar sua recompensa. Não percebendo o blefe, Mike Harper relutantemente concorda. Peckinpah secretamente troca suas cartas e revela sua mão, uma quadra com rainhas. Infelizmente, Harper também trapaceou e conseguiu quatro rainhas. Quando o velho bebum aponta isso, Peckinpah e Harper jogam a mesa e sacam suas armas. Nesse momento, o velho bebum joga um coquetel molotov nos dois, matando ambos.

E então o velho senhor rico termina de contar sua história. A Namorada do velho senhor aparece e o lembra que eles precisam ir. A mulher também menciona que o viu no jornal por ter matado dois criminosos e diz que ser xerife deve ser difícil, revelando a identidade do velho senhor.

Personagens

Personagens

Nota do Autor

Eu estava tão animado quando descobri que meu trabalho seria publicado que eu escrevi várias anotações no meu diário sobre isso!

自分の作品がのるときいて感激のあまり日記を書きまくった!(81年1号)

Poker Under Arms
Minha obra de estreia. Quando eu a desenhei, eu esperava a levar até o escritório do meu editor e fazer ele querer ler tudo até o final, sem que ele parasse para virar as páginas e a larga-se. O motivo de ter 31 páginas é que, naquele tempo, tinha cido decidido que histórias de mangás deveriam ter esse número de páginas. Eu desenhei em torno de cem no total, e depois redesenhei até ficar 31, reformulei a obra e a levei até o escritório do meu editor. Depois ela foi enviada para o comitê do Prêmio Tezuka. Eu quis fazer sobre o faroeste porque eu amava o Clint Eastwood.

『武装ポーカー』
デビュー作。とにかく作品持ち込みで編集者をラストベージまで “読ませたい“ と思ったし、途中でページをめくるのをやめて見捨てたりしないでください…と願って描いた。
31ページというのは当時、ストーリーマンガはこのページ数で投稿すると決まっていたため。全部で100ページくらいをとにかく描き、そして31ページまでもう一回描き、ネリ直して編集部へ持っていった。手塚賞にまわされた。西部劇にしたのはクリント・イーストウッドが大好きだったから。

Produção

Em seu livro A Técnica de Mangá de Hirohiko Araki, Araki explicou como ele planejou fazer seu one-shot ser o mais atraente possível.

Para começar, Araki escolhei uma ambientação ocidental para se destacar dos competidores. Com a ideia de uma história sobre apostas e violência, Araki a nomeou como "Poker Under Arms" para envolver esses dois conceitos. Imaginando que a maioria dos competidores colocariam seus protagonistas nas capas, Araki decidiu fazer o oposto e desenhar um homem desconhecido sendo baleado durante uma partida de pôquer.

Para começar a história, Araki evitou introduzir os protagonistas logo no começo e ao invés disso ele usou o personagem do velho senhor como um narrador misterioso. Araki então propositalmente introduziu Don Peckinpah na segunda página na barbearia para mostrar ao leitor que ele era um formidável pistoleiro e um cara durão o bastante para se preocupar com a própria aparencia durante uma luta perigosa. Araki também quis que Don Peckinpah matasse alguém num lugar incomum (a barbearia) para mostrar aos leitores que a cidade onde a história era ambientada não era normal.

Araki também desenhou as aparências de Don Peckinpah e Mike Harper de uma forma que elas se contrastassem. Detalhes incluem a camisa branca de Don Peckinpah contra a jaqueta preta de Harper, o cabelo escuro de Peckinpah contra o cabelo claro de Harper, ou as sobrancelhas grossas de Peckinpah contra as sobrancelhas finas do Harper.

Prêmio Tezuka

Esse one-shot foi criado para ser apresentado no vigésimo Prêmio Tezuka em 1981 e ganhou como vice-campeão na distinção de "Obra Selecionada", o que significa que tecnicamente nenhuma das obras ganharam como campeãs, mas o one-shot do Araki chamou a atenção dos juízes.

Comentários dos Juízes

  • Tetsuya Chiba: O dialogo em "Poker Under Arms" é vivido e apurado. Os dois personagens dos jogadores de pôquer são bem-definidos e competentemente retratados.
  • Yasutaka Tsutsui: Apesar do mesmo padrão de sempre, dessa vez "Poker Under Arms" estava indiscutivelmente divertido.
  • Noboru Baba: "Poker Under Arms" tem um bom enredo. A introdução para a história principal também é ótima. é uma pena que a página final, onde o xerife aparece, é um quadrinho pequeno.
  • Yusuke Nakano: O denominador comum é a proeminência da destreza e a fraqueza da habilidade de persuadir a mente. No entanto, "Poker Under Arms", "Cosmo Frontier", "The Fighter", "Loot! Smuggling Play", por exemplo, são promissores recém-chegados no cenário. Se esses recém-chegados continuarem a crescer, eu tenho certeza que eles vão trazer uma mudança no mundo das revistas shonen...não, no mundo dos quadrinhos.
  • Abe Takahisa: Não tiveram obras que se destacaram, mas elas eram de qualidade intermediária. Entre elas, "Poker Under Arms" é bastante intenso e mantém o leitor engajado até o final. O único problema é ser de um grau muito elevado!
  • Osamu Tezuka: Entre as obras, "Poker Under Arms" é o mais divertido. É um pouco maduro, Mas é emocionante e tem uma excelente composição que faz parecer que você está assistindo a um filme. Um inquestionável semifinalista.

-ちばてつや先生

「『武装ポーカー』は会話のやりとりがイキで味がある。ポーカーをするふたりの主人公の性格も、きちっと描きわけてるし、力量を感じる。」

-筒井康隆先生

「いつもと同じ水準ではあるが、今回は『武装ポーカー』が、文句なしにおもしろかった」

-馬場のぼる先生

「『武装ポーカー』は、ストーリー構成がうまい。イントロから本題への導入も、うまい。最終ページ、保安官の登場が、コマが小さくなってしまったのが残念。」

-中野祐介先生

「全体に共通して言えることは、技巧が目だち、心にうったえる力が弱い。しかし、『武装ポーカー』『コスモフロンティア』『闘士』『略奪!密輸劇』などは、将来性のある新人群だ。 これらの新人群が、順調に成長すれば、少年誌の・・・いやコミック界の作品内容に、なんらかの変化をもたらすと確信する。」

-阿部高久先生

「ずばぬけた作品はなかったが、中級の作品として粒がそろっていた。中でも『武装ポーカー』は、かなりの力量があり、最後まで読む者をひきつける。ただ、程度が高いのが難点か!?」

-手塚治虫先生

「作品の中では、『武装ポーカー』がぬきんでておもしろい。ややおとなむけだがスリルがあり、映画を相当みていると思わせるすぐれた構図がある。文句なしの準入選だ。」

Galeria

Curiosidades

Poker Under Arms entre Gorgeous Irene e Cool Shock B.T.

Referências

Navegação do Site

Other languages: